O livro A Rua de Todo Mundo tem sido adotado por escolas no trabalho paradidático de vários temas. Alguns educadores descrevem um pouco de como isso foi feito:

Anahi Reis Doederlein Pimentel, professora
Escola Classe 102 Sul, Brasília (DF)

“A Escola Classe 102 Sul envolveu o livro A Rua de Todo Mundo em seu projeto de leitura. Todos os alunos da escola, do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental, leram o livro em sala de aula e realizaram trabalhos sobre o tema. As turmas confeccionaram murais imitando as páginas do livro e convidaram a autora para participar do momento de contração de histórias da escola. Carol leu sua história para todos com seu livro projetado em a grande tela. Leu, comentou, respondeu às perguntas dos alunos. Foi um momento rico, onde as crianças foram além daquela história, sabendo da origem, do porquê daquele título e de onde veio a inspiração para a obra. Além de termos trabalhado as diferenças culturais apresentadas na história, foi possível debater com todos sobre a criação de um livro, desde o sonho até a possibilidade de tornar realidade. Foram momentos lúdicos, de aprendizado e grande riqueza para nossas aulas!”

Vivian Pilz, professora
Colégio Israelita Brasileiro, Porto Alegre (RS)

“O livro foi usado dentro de dois projetos chamados Identidade e Onde estou?. Esses projetos tem como objetivo trabalhar a identidade individual e de grupo, pois as crianças primeiro identificam suas preferências, vontades e características para depois conhecer as dos colegas. Na identidade de grupo, eles trabalham conhecendo a escola por dentro e por fora, assim como trabalhamos também a residência de casa um, o que nos permite trabalhar com distâncias, cálculos, fachadas… Um trabalho que envolve várias áreas de conhecimento. A Rua de Todo Mundo expandiu os horizontes dessa pesquisa, inserindo nesse panorama a realidade de outros países. Avançamos mais, entrando em contato com ex-colegas que estão morando no exterior, que conversaram com as crianças por vídeo, o que permitiu que as crianças vissem como é a residência e as características desses lugares distantes. Acho que esse foi o ponto alto do projeto, pois unimos a tecnologia com o livro físico, reavivando um interesse – já que muitas crianças não leem mais a não ser em aparelhos eletrônicos.  As crianças gostaram muito das ilustrações também!”.

One Reply to “Na sala de aula

  1. Oi, Carolina!
    Tudo bem?
    A nossa turma continua com as aulas remotas. Na quarta-feira envio a aula assíncrona para as crianças. Olha como será a aula de amanhã.
    Curiosa para ver os vídeos, as apresentações…
    Um abraço virtual, Amanda.

    Oi, Turma da Janela da Criatividade!

    Vamos trabalhar em família!?
    Assista ao vídeo com atenção e faça o que é proposto. Você vai se surpreender!!!
    https://youtu.be/srjVfJ97uuM – A rua de todo mundo
    Isso mesmo, você entendeu direitinho! A aula é para a família toda. Como eu falei no vídeo, é muito importante o envolvimento de todas e todos.
    A Carolina Nogueira propõe que a criança responda as perguntas abaixo, mas, na nossa aula, os adultos também terão que buscar as respostas nas lembranças da infância e responder.
     Desenhe você na sua casinha.
     Qual é a sua brincadeira favorita?
     Qual é a sua comida favorita?
     Eu sou… (conte sobre quem você é e o que gosta de fazer).
    Após as perguntas respondidas, vocês poderão gravar um vídeo respondendo como se fosse uma entrevista ou poderão fazer um teatro ou usar fotos com narração dos fatos.
    Mas se o adulto preferir poderá apresentar a sua criança da memória durante a aula.
    A apresentação desse trabalho será no dia 18 de novembro, antes da aula de desenho.
    O adulto que escolher fazer a apresentação poderá mostrar fotos ou outros registros da sua infância, até mesmo, contar uma história curiosa ou engraçada.

    Organizando as ideias:
     A criança e os adultos devem responder por escrito.
     Vídeo ou apresentação deve ser da criança e dos adultos.

    Que tal conhecer mais sobre o trabalho da Carolina Nogueira!?
    http://www.carolinanogueira.com/

Deixe um comentário para Carol Nogueira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *